Planejamento e gestão de qualidade

Em tempos de crise, precisamos falar sobre a gestão de qualidade. O que antes era exclusividade das grandes corporações, hoje é fundamental para a sobrevivência de qualquer empresa no mercado. Na teoria, a fidelização do cliente e o valor agregado te levam para mais perto do sucesso. Mas, afinal, como aplicar isso ao seu negócio?

Tudo começa com o planejamento estratégico. Aqui, os olhos do proprietário ou da direção enxergam as necessidades de seus clientes e encontram uma forma de atendê-las. Parece simples, mas é nesta etapa que são definidas missão, visão e valores, além das diretrizes que devem guiar a empresa, no mínimo, pelos próximos 5 anos.

O planejamento tático é o responsável por criar metas e condições para que as ações estabelecidas no planejamento estratégico sejam atingidas.

Com a estratégia definida, é preciso traçar objetivos que, juntos,  o levarão a cumprir o planejamento estratégico. Este é o planejamento tático, que com ações aplicadas a médio prazo, orienta cada departamento na mesma direção.

A partir daí, o planejamento se desdobra etapas operacionais, onde cada setor da empresa recebe suas próprias tarefas e metas, que devem ser acompanhadas e ajustadas sempre que necessário.

 

Planejar, implementar, monitorar e melhorar.

 

Perceba que o caminho para a gestão de qualidade é bem claro. Tão claro que existem organizações que definem os requisitos deste sistema de gestão, como é o caso da ISO  e da ONA (Organização Nacional da Acreditação, citados em nossa última publicação aqui. Ambas as organizações avaliam e certificam as empresas que adotaram uma gestão focada na melhoria contínua de sua prestação de serviços, sendo a ONA voltada para organizações de saúde brasileiras e o ISO 9001 para empresas de diversos segmentos em mais de 170 países.

Conhecer e entender todos os processos que envolvem a entrega do produto ou serviço, identificar suas forças e fraquezas e conseguir implantar soluções não é uma tarefa fácil e exige ferramentas específicas. A grande chave para obter sucesso em qualquer planejamento é monitorar, ouvir a quem executa e a quem consome o seu produto. Não somente com o objetivo de corrigir o que está errado, mas também de evoluir, prevenir e se adiantar a futuras necessidades e expectativas dos seus clientes, como apresentado no requisito 10.1 Generalidades na versão 2015 da ISO 9001 – assunto para uma próxima publicação.

Todos sabemos que estruturar uma empresa vai muito além dos móveis, maquinário e equipe. As que criam como alicerce a qualidade do serviço e produto oferecidos, ganham em competitividade, eficiência e na satisfação dos clientes.

 

Quer
Saber
Mais